Webmail do IQ


Elba Pinto da Silva BonProfessora Titular

: Bioquímica: Sala 539: +55 (21) 3938-7358: elba1996@iq.ufrj.br: Microbiologia Aplicada; e Biocatálise com ênfase na produção e uso de enzimas industriais e especiais e no processamento de biomassa por rotas biotecnológicas

Informações:

Graduada em Ciências Biológicas (UERJ – Rio de Janeiro – RJ), com Mestrado em Bioquímica (UFRJ – Rio de Janeiro – RJ) e em Engenharia Bioquímica (UMIST – University of Manchester Institute of Science and Technology, Manchester, UK), Doutorado em Engenharia Bioquímica (UMIST) e Pós-Doutorado no Depto. de Biologia do Massachusetts Institute of Technology (MIT, Cambridge, USA). É Professora Titular do Depto. de Bioquímica do Instituto de Química da UFRJ e chefiando o Laboratório de Tecnologia Enzimática da mesma instituição e o Laboratório Bioetanol IQ-COPPE/UFRJ. Atua nas áreas de Microbiologia Aplicada, Biocatálise com ênfase na produção e uso de enzimas industriais e especiais e no processamento de biomassa por rotas biotecnológicas. Coordena projetos de pesquisa desenvolvidos em colaboração com o Instituto Nacional de Tecnologia – MCT e a Fundação Oswaldo Cruz – MS. Já coordenou ou coordena projetos de pesquisa com colaboração internacional com Portugal, Alemanha, Suécia e Japão. É coordenadora científica e coordenadora setorial da área de Produção de Celulases do Projeto BIOETANOL que visa o desenvolvimento de tecnologia para a produção de etanol por hidrólise enzimática do bagaço e da palha da cana-de-açúcar. O projeto, financiado pela FINEP, conta com a participação de quinze universidades brasileiras, dois centros de pesquisa e uma empresa. Envolve também colaboração com universidades estrangeiras. É coordenadora do Projeto FINEP Escalonamento da produção de enzimas celulolíticas e acessórias e sua utilização na hidrólise da biomassa da cana e outras biomassas pré-tratadas BIOETANOL 2. Este projeto visa o estudo, de forma integrada, de todas as etapas envolvidas na caracterização e no processamento da biomassa lignicelulósica. Considerando a relevância desta linha de pesquisa, a nível nacional e internacional, o projeto apoiou a construção de um novo laboratório, o Laboratório Bioetanol (LB) IQ/COPPE/UFRJ, inaugurado em agosto de 2012 no campus da UFRJ. Com uma área total de 600 m2, o LB conta com infraestrutura e equipamentos para atender, de forma especializada e integrada, em escala semi-piloto, estudos de processamento da biomassa por rota biotecnológica, atendendo ao novo conceito de biorrefinaria. Já publicou mais de 100 trabalhos científicos, livros, capítulos de livros e patentes. Atua também na área de políticas de Ciência e Tecnologia tendo estruturado e organização sete edições do evento ENZITEC. Adicionalmente participou das atividades do Fórum de Biotecnologia do Governo Federal, como contratada pelo CGEE na área de Enzimas Industriais e Especiais. As atividades do Fórum consolidaram-se, inicialmente, através da chamada pública MCT/FINEP/Subvenção econômica à inovação 01-2006, contemplando esta área e de forma definitiva, através de decreto presidencial que instituiu a Política de Desenvolvimento da Biotecnologia, incluindo a área de enzimas industriais e especiais, em 2007.