Webmail do IQ

Destaques e Premiações

No início de 2016 a Egrégia Congregação do IQ aprovou a criação do Encontro Anual do IQ e a concessão de Medalhas Comemorativas para Professores, Alunos e Funcionários, em reconhecimento à excelência acadêmica e dedicação na realização de suas atividades.

Medalhas Comemorativas

1
Medalha Athos da Silveira Ramos
2
Medalha Augusto
Araújo Lopes Zamith
3
Medalha Maria da
Penha Macedo
Jacobina
4
Destaque Acadêmico de Graduação – Medalha Horácio Cintra de Magalhães Macedo
5
Destaque Acadêmico
de Pós-Graduação – Medalha Octávio Augusto Ceva Antunes
6
Medalha Joab
Trajano Silva
 
 
 
7
Destaque Técnico-Administrativo – Medalha João
Christovão Cardoso
8Medalha Ângelo da Cunha Pinto

chamada-para-os-econtros

 

Medalha Athos da Silveira Ramos

Finalidade: premiar anualmente docente do IQ com destaque em atividades de pós-graduação e pesquisa.

Procedimento de seleção: conduzido pelo Diretor Adjunto de Pós-graduação em conjunto com a Comissão de Pós-Graduação e Pesquisa (CPGP). Para a escolha do indicado deverão ser consideradas publicações; repercussão dos trabalhos; premiações advindas de resultados de pesquisa; bolsa de produtividade em pesquisa; cientista do nosso estado; atuação em colegiados e órgãos gestores de pós-graduação e pesquisa da Universidade; atuação em órgãos de pós-graduação e pesquisa municipais, estaduais ou federais; atuação em sociedades científicas; outras atividades de pós-graduação e pesquisa relevantes.

Homologação do resultado: O Diretor Adjunto de Pós-Graduação enviará um relatório circunstanciado com o nome do docente para homologação pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ. Cada docente só poderá ser agraciado uma única vez com este prêmio.

athos-da-silveira-ramos

Prof. Athos da Silveira Ramos

 

Quem foi Athos da Silveira Ramos?

Formado em Química Industrial, foi Professor Catedrático da antiga Escola Nacional de Química da Universidade do Brasil e primeiro Diretor do Instituto de Química, em 1959.

Teve atuação destacada na criação dos cursos de pós-graduação na UFRJ, onde foi o primeiro presidente do Conselho de Pesquisa da Universidade do Brasil, em 1957.

Foi presidente do CNPq (1962-1964), presidente da Academia Brasileira de Educação (1992-1994), Membro da Academia Brasileira de Ciências e Academia Brasileira de Educação.

Recebeu a comenda da ordem de Rio Branco (1972) e diploma de relevantes serviços prestados ao CNPq e à Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos (NAS).

 

Vencedores

Edição

Profa. Graciela Arbilla de Klachquin

2016

Profa. Claudia Moraes de Rezende

2017

 



Medalha Augusto Araújo Lopes Zamith

Finalidade: premiar anualmente docente do IQ que tenha se destacado em atividades de ensino de graduação.

Procedimento de seleção: conduzido pelo Diretor Adjunto de Graduação em conjunto com os Coordenadores de curso de graduação, Chefes de Departamentos e Representantes discentes na Congregação. Para a escolha do indicado deverão ser consideradas atividades didáticas na graduação em disciplinas de responsabilidade do IQ; elaboração de material didático para graduação; publicação ou tradução de livros didáticos; publicação de artigos relacionados a ensino; desempenho em avaliação pelo corpo discente; atuação em colegiados e órgãos gestores de ensino de graduação da Universidade; atuação em órgãos de ensino de graduação municipais, estaduais ou federais; orientação acadêmica de alunos; outras atividades relevantesrelacionadas a ensino de graduação.

Homologação do resultado: O Diretor Adjunto de Graduação enviará um relatório circunstanciado com o nome do docente para homologação pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ. Cada docente só poderá ser agraciado uma única vez com este prêmio.

augusto-araujo-lopes-zamith

Prof. Augusto Araújo Lopes Zamith

Quem foi Augusto Araújo Lopes Zamith?

Formado em Química Industrial foi Professor Catedrático de Físico-Química na antiga Escola Nacional de Química da Universidade do Brasil. Foi, também, Professor titular do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, onde exerceu a chefia do Departamento de Ensino.

Em 1971 passa a ser Professor Titular e Chefe do Departamento de Físico-Química do IQ-UFRJ, onde permaneceu até sua aposentadoria em 1980.

Professor por excelência, suas aulas impressionavam não só pelo seu domínio da matéria, mas também pela sua organização didática.

 


Vencedores

Edição

Prof. Roberto Marchiori

2016

Prof. Waldmir Nascimento Araújo Neto

2017



 

Medalha Maria da Penha Macedo Jacobina

 Finalidade: premiar anualmente docente do IQ que tenha se destacado em atividades de extensão.

Procedimento de seleção: conduzido pelo Diretor Adjunto de Extensão em conjunto com os Coordenadores de curso de graduação, Chefes de Departamentos e Representantes discentes na Congregação. Para a escolha do indicado deverão ser consideradas atividades de extensão regularmente cadastradas na UFRJ e realizadas, majoritariamente sob a responsabilidade de equipe do IQ. Serão avaliadas atividades como divulgação científica, atividades de interação com escolas de ensino fundamental e médio, organização e participação em mostras e semanas científicas, organização e participação em cursos de extensão, organização de eventos científicos, dentre outras atividades de extensão.

Homologação do resultado: O Diretor Adjunto de Extensão enviará um relatório circunstanciado com o nome do docente para homologação pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ. Cada docente só poderá ser agraciado uma única vez com este prêmio.

maria-da-penha-macedo-jacobina

Prof. Maria da Penha Macedo Jacobina

Quem é Maria da Penha Macedo Jacobina?

Possui diploma de Licenciatura em Química. Foi Professora da antiga Faculdade Nacional de Filosofia. Transferiu-se, posteriormente, para o IQ/UFRJ, onde atuou, inicialmente, no Departamento de Físico-Química e, mais tarde, no Departamento de Química Inorgânica. Foi Professora de Nível Médio no Estado, onde foi uma das pioneiras no desenvolvimento de atividades de divulgação científica e extensão no CECIERJ. Participou de projetos como o Palco da Ciência, Ciência na Praça e o Ônibus de Ciências, sempre evolvendo apresentações com experimentos de Química. A Profa. Maria da Penha sempre ressaltou a importância de agir com simplicidade. Por seu temperamento carismático, ela é muito querida por seus alunos e colegas, sendo bastante referenciada por suas contribuições.

 

 


Vencedores

Edição

Prof. João Massena Melo Filho

2016

Prof. Claudio Cerqueira Lopes

2017



 

Destaque Acadêmico de Graduação – Medalha Horácio Cintra de Magalhães Macedo

 Finalidade: premiar anualmente discentes de graduação do IQ pela excelência de desempenho acadêmico.

Procedimento de seleção: conduzido pelo coordenador de cada curso de graduação do IQ, que deverá selecionar um aluno do curso, regularmente inscrito, entre o 3o e 8o período com base na média do coeficiente de rendimento dos dois períodos imediatamente anteriores ao período de outorga do prêmio. Pode-se, ainda, considerar na escolha critérios como premiação em JICTAC, participação em eventos, publicações e atuação em atividades de extensão.

Homologação do resultado: Cada coordenador de curso de graduação do IQ, Química com Atribuições Tecnológicas, Bacharelato em Química, Licenciatura em Química e Licenciatura em Química (EAD) deverá indicar o nome de um estudante dos respectivos cursos, juntamente com um breve relatório do processo de escolha, para homologação pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ. Cada discente só poderá ser agraciado uma única vez com este prêmio em seu respectivo curso de graduação.

horacio-cintra-de-magalhaes-macedo

Prof. Horácio Cintra de Magalhães Macedo

Quem foi Horácio Cintra de Magalhães Macedo?

Formado em Química Industrial, foi Regente da cadeira de Física Geral e Física Experimental da antiga Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil. Ajudou a criar os cursos de Engenharia Química e Química Industrial da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Foi Decano do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza e Reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Adorado pelos alunos, que carinhosa e respeitosamente o chamavam de Mestre, foi homenageado especial, patrono ou paraninfo de mais de 60 formaturas. É autor de 6 livros didáticos e tradutor de outros 21 livros nas áreas de Química e Física.


 

Vencedores

Edição

Gustavo Viana Machado (Licenciatura em Química – Presencial)

Letícia de Oliveira Castro (Licenciatura em Química – Semi-Presencial).

Natalia Pinto de Almeida (Química – Atribuições Tecnológicas)

Camila Vicente de Farias (Bacharelado em Química)

2016

David Crisóstomo da Silva (Licenciatura em Química – Presencial)

Ana Carolina Sales Pereira de Sousa (Licenciatura em Química – Semi-Presencial).

Vanessa Farelo dos Santos (Química – Atribuições Tecnológicas)

Vinicius Oliveira Chaffin (Bacharelado em Química)

2017

 



 

Destaque Acadêmico de Pós-Graduação – Medalha Octávio Augusto Ceva Antunes

 Finalidade: premiar anualmente discentes de pós-graduação do IQ pela excelência de desempenho acadêmico.

Procedimento de seleção: conduzido pelo coordenador de cada Programa de Pós-Graduação do IQ, que deverá selecionar uma dissertação de mestrado e uma tese de doutorado defendidas no ano anterior da outorga do prêmio. A seleção deverá levar em conta o coeficiente de rendimento do aluno nas disciplinas cursadas na pós-graduação; publicações relacionadas ao tema da dissertação ou tese; apresentações em eventos científicos; premiações recebidas; bolsa nota 10 da FAPERJ, assim como outras atividades relacionadas à pós-graduação.

Homologação do resultado: Cada coordenador de curso de pós-graduação do IQ, Química, Bioquímica, Ciência de Alimentos, Ensino de Química e PROFQUI deverá indicar o nome de um estudante dos respectivos cursos, juntamente com um breve relatório do processo de escolha, para homologação pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ. Um mesmo discente poderá ser agraciado com o prêmio pela dissertação de mestrado e pela tese de doutorado, desde que os trabalhos sejam realizados sob a orientação de diferentes docentes.

octavio

Prof. Octávio Augusto Ceva Antunes

Quem foi Octávio Augusto Ceva Antunes?

 Formado em Farmácia, tendo Mestrado e Doutorado em Química, foi Professor Titular do IQ-UFRJ, onde participu da criação do antigo Programa de Pós-Graduação em Química Inorgânica.

Pesquisador de grande competência e versatilidade, atuou nas áreas de síntese orgânica, fármacos, catálise e complexos inorgânicos, tendo publicado mais de 200 artigos científicos e 23 pedidos de patente.

Com o dom de agregar pessoas das mais diversas áreas, Octávio orientou 46 Dissertações de Mestrado, 30 Teses de Doutorado e 22 Trabalhos de Pós-Doutorado. Muitos dos seus ex-alunos continuam seu legado de pesquisa e formação de recursos humanos qualificados em Universidades brasileiras.


Vencedores

Edição

Anna Clara Milesi Galdino (mestrado) – Pós-graduação em Bioquímica

Erika Cristina Gonçalves Aguieiras (doutorado) – Pós-graduação em Bioquímica

Genilton Alves da Silva (mestrado) – Pós-graduação em Ciência de Alimentos

Thais Matsue (doutorado) – Pós-graduação em Ciência de Alimentos

 

2016

Carolina Lixa Victor Neves (mestrado) – Pós-graduação em Bioquímica

Rafael Donadélli Melani (doutorado) – Pós-graduação em Bioquímica

Fernanda Medeiros Viana (mestrado) – Pós-graduação em Ciência de Alimentos

Denize Cristine Rodrigues de Oliveira (doutorado) – Pós-graduação em Ciência de Alimentos

Bruno Nunes Cabral Tenório (mestrado) – Pós-graduação em Química

Amanda Silva Miranda (doutorado) – Pós-graduação em Química

Tatiana Vianna da Silva Francisco (mestrado) – Pós-graduação em Ensino de Química

2017

 



 

Medalha Joab Trajano Silva

 Finalidade: premiar anualmente jovens docentes do IQ, com até 10 anos de doutorado, com destaque em atividades de ensino, pesquisa ou extensão.

 

Procedimento de seleção: conduzido pela Direção do IQ, conjuntamente com os Diretores Adjuntos de Graduação, Pós-Graduação e Extensão, Coordenadores de Programas de Pós-Graduação e os Coordenadores de Cursos de Graduação. Para a escolha do indicado poderão ser consideradas publicações; repercussão dos trabalhos; premiações advindas de resultados de pesquisa; orientação de alunos de iniciação científica, mestrado e doutorado; bolsa de produtividade em pesquisa; jovem cientista do nosso estado; elaboração de material didático para graduação; publicação ou tradução de livros didáticos; publicação de artigos relacionados a ensino; desempenho em avaliação pelo corpo discente; atuação em atividades de extensão.

Homologação do resultado: A Direção do IQ enviará um relatório circunstanciado com o nome do jovem docente para homologação pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ. Cada docente só poderá ser agraciado uma única vez com este prêmio.

joab-trajano-silva
Prof. Joab Trajano Silva

Quem foi Joab Trajano Silva?

Formado em Biologia, tendo Mestrado e Doutorado em Bioquímica, foi Professor e Diretor do IQ-UFRJ.

Atuou nos Programas de Pós-Graduação em Bioquímica e Ciência dos Alimentos, realizando pesquisas em Lectinas de Plantas, Peptídeos Bioativos e Detecção de Contaminantes Microbianos da Cadeia Alimentar por Técnicas de Biologia Molecular.

Joab teve uma trajetória profissional equilibrada entre as atividades de ensino, pesquisa, extensão e administração, exercendo todas com grande competência, dedicação e ética.

 


Vencedores

Edição

Profa. Michelle Jakeline Cunha Rezende

2016

Profa. Sabrina Baptista Ferreira

2017

 



 

Destaque Técnico-Administrativo – Medalha João Christovão Cardoso

 Finalidade: premiar anualmente funcionários da área técnica e da área administrativa do IQ.

Procedimento de seleção: conduzido pela Direção do IQ, conjuntamente com os Diretores Adjuntos de Graduação, Pós-Graduação e Extensão, Chefes de Departamento e representantes discentes na Congregação. Serão escolhidos anualmente um funcionário da área técnica e um da área administrativa. Para a escolha do indicado deverá ser consideradas a assiduidade, dedicação, presteza, eficiência, companheirismo, dentre outras virtudes desejáveis no exercício da função.

Homologação do resultado: A Direção do IQ enviará um relatório circunstanciado com o nome dos funcionários da área técnica e da área administrativa para homologação pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ. Cada funcionário só poderá ser agraciado uma única vez com este prêmio.

joao-christovao-cardoso

Prof. João Christovão Cardoso

Quem foi João Christovão Cardoso?

Formado em Medicina e com Doutorado em Química, foi Professor Catedrático de Físico-Química da antiga Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil.

Foi um dos idealizadores da criação do Instituto de Química e, como Diretor, teve responsabilidade na implantação dos cursos de graduação e na transferência das instalações para o campus da Ilha do Fundão, no final da década de 1960 e início da década de 1970. 

O Prof. Cardoso foi presidente do CNPq (1956-1961) e Membro da Academia Brasileira de Ciências. Foi outorgado com a Medalha D. João VI e como Comendador da Ordem do Mérito Naval.

Calmo e sereno, era um grande administrador e estava sempre disposto a ajudar o próximo.

 


Vencedores

Edição

Denise Russo Bastos (administrativo)

Leonice Bezerra Coelho (técnico)

2016

Mônica Pereira de Almeida Oliveira (administrativo)

Ricardo Bezerra Coelho (técnico)

2017

 



 

Medalha Ângelo da Cunha Pinto

 Finalidade: Maior honraria concedida pelo IQ-UFRJ, que visa premiar anualmente uma personalidade de destaque na área das ciências exatas, ciências da saúde ou ciências humanas.

Procedimento de seleção: conduzido pela Direção do IQ, conjuntamente com o Diretor Adjunto de Graduação, os Coordenadores de Programas de Pós-Graduação, Professores Eméritos e representantes discentes na Congregação. Para a escolha do indicado deverão ser consideradas as contribuições em prol do desenvolvimento científico, atestadas pelas publicações, atuações em órgãos públicos e de fomento de C&T, participação efetiva em políticas públicas para avanço da C&T, inserção internacional, entre outros pontos relevantes. O agraciado pode ou não ser docente do IQ-UFRJ.

Homologação do resultado: A Direção do IQ enviará um relatório circunstanciado com o nome do cientista a ser agraciado, que deverá ser homologado pela Congregação.

Prêmio: Medalha comemorativa a ser entregue no Encontro Anual do IQ, quando o agraciado proferirá uma palestra plenária de 60 minutos.

angelo-da-cunha-pinto

Prof. Ângelo da Cunha Pinto

Quem foi Ângelo da Cunha Pinto?

Formado em Farmácia, obteve o Mestrado e o Doutorado em Química. Foi Professor Titular e Diretor do IQ-UFRJ.

Suas pesquisas em Produtos Naturais receberam grande reconhecimento nacional e internacional, onde é conhecido como um dos principais nomes na Química de Isatinas.

Foi Presidente da Sociedade Brasileira de Química, onde foi idealizador e editor do JBCS e da RVq. Membro da Academia Brasileira de Ciências, recebeu inúmeros prêmios, como a Medalha Simão Mathias (SBQ), Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico (MCTI) e a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Científico (Presidência da República).

Ângelo fez da Ciência sua profissão de fé, praticando-a com competência e dedicação, tendo uma visão ampla sobre os avanços em todas as áreas do conhecimento humano.

 


Vencedores

Edição

Prof. Francisco Radler de Aquino Neto

2016

Prof. Jaílson Bittencourt de Andrade

2017

 



 

ENCONTRO ANUAL DO IQ-UFRJ

 Finalidade: Reunir anualmente a comunidade do IQ-UFRJ, congregando professores, funcionários e alunos, para uma solenidade acadêmica onde serão entregues prêmios (Medalhas Comemorativas), realizadas apresentações e homenagens além da palestra do agraciado com a Medalha Ângelo da Cunha Pinto.

 

I Encontro Anual do IQ

Data: 9 de dezembro de 2016

Local: Centro Cultural Horácio Macedo (Roxinho)

Endereço: Av. Athos da Silveira Ramos 274, Cidade Universitária.

Horário: 9:30 hs

Programação

Horário

Atividade

9:30 – 10:00

Abertura

10:00 – 10:30

Balanço Anual do IQ (Direção)

10:30 – 10:45

Homenagens (CAIQ)

10:45 – 11:45

Cerimônia de Entrega de Medalhas

11:45 – 12:45

Palestra: “A Ciência a Serviço da Sociedade: Um Modelo a Seguir”. Prof. Francisco Radler de Aquino Neto (IQ-UFRJ)

12:45 – 13:00

Encerramento

13:00 – 15:00

Coquetel de Congraçamento

 

 

ENCONTRO ANUAL DO IQ-UFRJ 2017

Faça o download do convite clicando aqui

 

Fotos do I Encontro (2016)

 

 

 

Fotos do II Encontro (2017)