Webmail do IQ

  1. Programa Químico de Petróleo e Biocombustíveis PRH 20.1-ANP (Gestão FINEP) Edital 03.2021

    À Comunidade do Instituto de Química

     

    O Programa de Recursos Humanos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP (gestão FINEP) PRH 20.1, tendo como instituição executora a Universidade Federal do Rio de Janeiro, denominado “Programa de Recursos Humanos Químico de Petróleo e Biocombustíveis – PRH20.1” (PROCESSO ANP Nº 48610.200800/2019-95), com ênfase no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis, torna público o processo de cadastramento de projetos para a NOVA Carteira de Projetos do Programa.

    Esta Carteira de Projetos tem a finalidade de dispor os projetos que poderão ser escolhidos pelos futuros bolsistas do Programa. Primeiro, é realizada a seleção de novos bolsistas que posteriormente, deverão escolher os seus projetos de interesse.

    Portanto, convidamos todos os docentes interessados em se tornarem orientadores do PRGH 20.1 a enviar os seus projetos de pesquisa que serão, após análise de conformidade, publicados na página do Programa. Somente os projetos que constarão na Carteira de Projetos poderão ser escolhidos pelos futuros bolsistas do Programa (https://www.iq.ufrj.br/prh20/).

    É importante ressaltar que a Carteira de Projetos que se encontra atualmente na página do Programa será invalidada, sendo permitido, no entanto, o reenvio de projetos anteriores, desde que estejam conforme o Edital. O não envio de projetos para a NOVA CARTEIRA DE PROJETOS será considerado como não interesse em participar do Programa.
     
    Somente serão aceitos envios dos formulários para os e-mails que constam no Edital: prh20@iq.ufrj.br com cópia para prhiqufrj@gmail.com
     
    Acesse o Edital e seus Anexos
     
    Jussara L Miranda
    Coordenação Programa Químico do Petróleo e Biocombustíveis – PRH 20 

    notícia completa...

  2. Defesa de TCC de graduação em Licenciatura em Química faz parceria com a equipe de Libras do Acessibilidade IQ

    No dia 28 de abril de 2021, produzimos a primeira TCC com equipe de Libras e com público parcialmente de surdos.

    Da considerável audiência de mais de 50 pessoas, havia 6 surdos que discutiram alguns aspectos do ensino de Química para os surdos no chat e em Libras com a tradução de um dos nossos intérpretes, estudante do curso de Letras-Libras da UFRJ.

    No momento da defesa, para esse momento, foi montada a equipe com 3 intérpretes em esquema de revezamento a cada 15 minutos. Essa equipe veio do projeto de extensão que o setor de Acessibilidade coordena, e seus participantes, todos alunos de graduação e Iniciação Científica.

    Hoje, a aluna, já professora, está compondo a turma de 2021 do Curso de Mestrado em Ensino de Química do PEQui. Kelly fez a seleção para essa turma no último concurso de seleção do PEQui.

    Para que possam sentir um pouco do que foi a defesa da então aluna Sílvia Kelly Mendes da Costa, compartilhamos os vídeos hospedados no Canal de Youtube “Química Acessível” com vocês. Confiram!

    notícia completa...

  3. [ARTIGO REVISTA EXPRESSA EXTENSÃO – UFPel] ENSINO DE QUÍMICA E LIBRAS: REFLEXÕES A RESPEITO DA EDUCAÇÃO DE SURDOS

    Cristiana de Barcellos Passinato, Eduardo Andrade Gomes, Kevin Lopes Pereira, Raquel Alves Bozzi, Nathália Barros Ferreira

     

    Pode ser uma imagem de texto

    Resumo

    O trabalho em questão trata-se de uma ação do projeto de extensão universitária denominado “Acessibilidade em tempos de quarentena e a Covid-19” da sessão de Acessibilidade do IQ-UFRJ. O evento foi realizado envolvendo os autores, culminando em uma apresentação em formato de live, devido a atual pandemia vivida. O objetivo desse projeto é realizar, dentre outras ações, comunicações em formato virtual para difundir informações e gerar saudáveis debates entre a comunidade universitária e o público em geral, sobre a questão da inclusão e da acessibilidade, principalmente no contexto contemporâneo e mundial.  A live em pauta consistiu em uma atividade resultante de um processo extremamente cuidadoso, em que estudantes e profissionais debateram aspectos relacionados ao ensino de Química e à Língua Brasileira de Sinais (Libras). Tal sistematização circunscreveu a apresentação, em Libras, com interpretação simultânea para o Português, de quatro perspectivas em torno da educação Química para surdos, a saber, (i) experiências quanto à atividades em um projeto de extensão de educação bilíngue; (ii) a semiótica na sala de aula inclusiva a surdos; (iii) a formação de professores de Ciências da Natureza e a educação de surdos; e (iv) a relação entre os professores e os intérpretes educacionais de Libras-Português em sala de aula; seguida de uma discussão com os espectadores. O resultado foi gratificante para todos os envolvidos, em virtude da possibilidade de reunir e compartilhar atuais e relevantes questões no que tange ao ensino de Química para surdos.

    Palavras-chave

    Ensino de Química. Intérpretes. Libras. Professores. Surdos.

    Texto completo:

    PDF EPUB

    https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/expressaextensao/article/view/20588

     

    O vídeo ao qual o artigo se refere é a live realizada pelo Acessibilidade IQ abaixo, assista:

     

    Link EduCapes da comunicação/live: http://educapes.capes.gov.br/handle/capes/585931

    notícia completa...

  4. Participação na Edição Especial da Revista “Processes”: Eletroquímica e Novos Materiais Aplicados a Análise de Combustíveis e Estudos de Corrosão de Metais

     

    À Comunidade do Instituto de Química

     

    Prezados colegas, convido todos a participarem da edição especial “Eletroquímica e Novos Materiais Aplicados a Análise de Combustíveis e Estudos de Corrosão de Metais” da revista Processes (FI = 2,753).

    O objetivo desta Edição Especial, “Eletroquímica e Novos Materiais Aplicados a Análise de Combustíveis e Estudos de Corrosão de Metais”, é consolidar descobertas recentes relacionadas à corrosão metálica e análise de combustíveis utilizando técnicas eletroquímicas e materiais provenientes de produtos naturais e/ou nanomateriais. Esses materiais são o foco tanto para o desenvolvimento de novos inibidores de corrosão e revestimentos anticorrosivos quanto para a pesquisa de novos sensores eletroquímicos.

    Artigos originais e de revisão serão muito bem-vindos. Os tópicos incluem os seguintes itens: Fundamentos da corrosão, Controle de corrosão, Inibidores de corrosão, Revestimentos anticorrosivos, Sensores eletroquímicos e Nanomateriais para sensores.

    O prazo para o envio dos trabalhos é 30 de setembro de 2021.

    Encontre no link a seguir as informações necessárias para o envio dos trabalhos: https://www.mdpi.com/journal/processes/special_issues/electrochemistry_materials_Fuels#published

    Contamos com a sua participação.

    Professora Eliane D’Elia

    notícia completa...

  5. UFRJ se mantém pautada pelas evidências científicas

    A UFRJ é uma instituição de ensino, pesquisa e extensão que continua sendo pautada pela prática baseada em evidências científicas.

    Para o adequado controle da pandemia pela COVID-19, preconizamos o distanciamento social e o uso de mascaras e álcool como atitudes fundamentais para diminuir a transmissão do coronavírus e evitar a disseminação da doença, assim como o surgimento de novas variantes virais que podem ser ainda mais letais. A alta cobertura vacinal da população, associada aos cuidados mantidos de higiene e diminuição de circulação, poderá conter o vírus e evitar mais mortes.

    Não preconizamos o uso de medicamentos que ainda estão em testes, sejam estes pré-clínicos ou clínicos, em quaisquer fases da COVID-19. Todos os estudos clínicos coordenados por pesquisadores da UFRJ devem, antes, ser aprovados pelos Comitês de Ética em Pesquisa e Comissão Nacional de Ética em Pesquisa.

    A Reitoria da UFRJ salienta que os posicionamentos institucionais oficiais relacionados ao enfrentamento da COVID-19 são emitidos somente pelos seguintes Grupos de Trabalho:

    1. Multidisciplinar, sob a coordenação do professor Roberto Medronho;
    2. Para Estudos Durante e Pós-Pandemia, sob a coordenação da professora Maria de Fátima Bruno e
    3. COVID Macaé, sob a coordenação da professora Kathleen Cruz.

    Temos assistido a posicionamentos pessoais, de profissionais ligados à UFRJ, sobre retorno de atividades presenciais, questionando a importância do distanciamento físico, do uso de máscaras ou mesmo indicando o uso de medicamentos sem comprovação científica, o que não deve ser considerado, em nenhuma hipótese, um posicionamento oficial da Universidade.

    18/3/2021
    Reitoria da UFRJ

    UFRJ se mantém pautada pelas evidências científicas

     

    notícia completa...

Search
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt
Filter by Custom Post Type

Biblioteca dos Informativos do Instituto de Química da UFRJ


Arquivo de notícias



Conheça